Na hora de estudar, escolher entre o papel e o tablet pode ser tornar uma tarefa de bastante dúvida entre os estudantes. Afinal de contas, qual o meio mais eficaz para estudar? Será que um aparelho digital atrapalha o rendimento nos estudos? Vamos lá!

Cada meio tem suas vantagens e desvantagens, mas quem tem que descobrir a melhor forma é você. No entanto, a gente pode te dar uma forcinha te dizendo qual são esses prós e contras.

No Brasil, o hábito de ler em meios digitais ainda não é bastante comum, mas com a popularização da internet, é possível encontrar ótimos materiais de estudo no ambiente online. No entanto, sabe-se que ficar muito tempo na frente de um dispositivo digital pode causar problemas, como à visão, por exemplo.

No caso do papel, o esforço mental e físico diminui e você não sofre com luzes fortes que podem causar dores de cabeça e fadiga ocular. No entanto, imprimir vários papeis para poder estudar não é a opção mais econômica, já que você vai gastar mais imprimindo fora de casa ou até mesmo gastando a tinta da impressora de casa.

Independente da sua escolha, digital ou não, é muito importante estar atento aos impactos na saúde. Após as 18h, a luz de aparelhos digitais podem afetar seu sono, por isso aposte em amenizar a intensidade do brilho e contraste da tela para ajudar. No caso do papel, estudar com a postura errada ou até mesmo ler deitado pode causar dores ou problemas na coluna.

O importante é ficar atento à sua saúde e escolher a forma de estudar que melhor se adapta à sua rotina e ao seu bolso, é claro. Nenhum está errado, lembre-se disso. Na dúvida, você pode experimentar os dois métodos e escolher o mais adequado.